Repertório sociocultural – 7 dicas de como aumentar o seu

581
Postado: 12 de outubro, 2021 - Atualizado: 21 de outubro, 2021
repertório sociocultural

Para escrever bons textos, principalmente no Enem e demais exames de vestibular, ter um repertório sociocultural rico é essencial para alcançar bons resultados.

Isso se deve ao fato de que, após a leitura do tema proposto e dos materiais de apoio, o texto deve ser redigido com argumentos e informações trazidas pelo aluno. E que façam, de alguma forma, relação à temática abordada.

Logo, adquirir repertórios sobre diversas áreas do conhecimento é importantíssimo. E não só para possuir argumentos sólidos para aplicar na redação e garantir uma boa nota. Mas também para expandir nossos horizontes e entender diferentes contextos sociais.

Quer entender melhor o que é repertório sociocultural e como adquiri-lo? Então confere aí as 7 dicas que separamos para te ajudar a aumentar o seu. Se liga!

O que é repertório sociocultural? 

Repertório sociocultural é o conhecimento sobre diferentes áreas do conhecimento. Como economia, política, cinema, história, etc. Isso significa, ter referências múltiplas quando se trata de algum tema específico. 

O repertório sociocultural também pode ser caracterizado como a “bagagem” de vida de cada pessoa. Ou seja, as experiências, vivências, interesses e histórias pessoais de cada indivíduo. 

A questão é saber usar esses acontecimentos na vida cotidiana, seja:

  • no repertório sociocultural pessoal,
  • como instrumento para nos auxiliar em nossas tomadas de decisões,
  • nos relacionamento com as pessoas,
  • como complemento para o nosso processo educacional,
  • como aprimorar a redação em exames de vestibular e demais produções de textos.

Por que é importante para o vestibular?

No Enem, a competência 2 analisada pela banca de correções diz “Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.”

Logo, quando se tem um bom e abundante repertório, a elaboração do texto e o alcance da excelência na competência citada se tornam mais fáceis. 

E assim como no Enem, em outros vestibulares as propostas de redação também costumam abordar temas atuais. Por isso, ter um conhecimento interdisciplinar ajuda muito no desenvolvimento da escrita da redação, na obtenção de uma boa nota e, por conseguinte, maiores chances de  conseguir a aprovação.

Como aumentar o repertório sociocultural?

1. Tenha contato com diferentes tipos de arte 

Os momentos de lazer e entretenimento são ótimas oportunidades para adquirir conhecimento. O cinema, a música, dança, pintura, teatro e alguns outros, são manifestações artísticas que carregam histórias de diferentes culturas e períodos históricos. 

Por conta disso, o contato com essas artes trazem conteúdos enriquecedores para os nossos sentidos, sensibilidade, visão de mundo e principalmente para o nosso repertório sociocultural. 

Portanto, o acesso à séries, música e filmes variados além de serem atividades relacionadas ao descanso e lazer, possuem também a função de ampliar nossos próprios horizontes e promover o desenvolvimento de nossa aprendizagem. 

2. Leia diferentes livros

A leitura, tanto de livros literários quanto de jornais, revistas, blogs, etc, é a maior fonte de informações e conhecimentos diversos.

Por esse motivo, dedicar algum momento do dia para fazer a leitura de um desses materiais é imprescindível para quem almeja ampliar o próprio repertório sociocultural. 

E quando se trata de redação, é interessante considerar recursos que sustentem a tese que está sendo proposta. Um dos muitos recursos que podem ser utilizados são as citações de livros, artigos, documentos e referências de grandes autores. 

Desse modo, com a prática diária da leitura, torna- se muito mais fácil coletar ideias, citações e referências que se encaixam em diferentes temas e propostas de redação. 

3. Frequente lugares diferentes 

Conhecer lugares novos e realidades diferentes sempre geram um certo impacto em nossas percepções de mundo. 

Isso acontece porque o contato com diferentes culturas, pessoas e ideias nos leva à reflexão sobre nosso próprio modo de viver. E amplia nosso entendimento sobre a sociedade. 

4. Converse com outras pessoas

Mesmo sem perceber, constantemente aprendemos com as pessoas à nossa volta. Seja em uma conversa com os amigos, almoço com os familiares ou um bate-papo descontraído com algum colega. Sempre surgem novas ideias, opiniões e visões distintas sobre uma mesma situação.

Esse contato com diferentes pontos de vista, nos auxiliam a enriquecer nosso repertório e refletir sobre nossas convicções pessoais. 

5. Saia da rotina 

Muitas vezes caímos em uma rotina monótona e repetitiva, fazemos sempre as mesmas coisas em uma ordem estabelecida. Por conta disso, não raro, acabamos por cair em um certo comodismo. Isso, nos impede de buscar e conhecer coisas novas. 

Por isso, é interessante mudar alguns detalhes de nossa rotina, como por exemplo, mudar a rota na volta da escola ou trabalho, conhecer lugares que você nunca visitou, ler algum material que não lhe agrada tanto.

Todos esses processos nos ajudam a sair da zona de conforto e enriquecem nosso repertório de vida. 

6. Reflita sobre as pautas atuais

Com o bombardeamento de informações nas mídias e o ritmo acelerado da sociedade atual, muitas vezes deixamos de refletir sobre a própria realidade. E executamos toda a nossa rotina no automático. 

Logo, quando deixamos de refletir sobre esses fatos e acontecimentos cotidianos, perdemos a chance de tirar nossas próprias conclusões e formar opiniões pessoais. 

Aqui, a dica é ler sites de notícias. Pesquisar sobre o que vem acontecendo no âmbito nacional e internacional e tirar um tempo para estudar e refletir sobre essas questões. 

7. Pesquise

Alguma vez você já ouviu em jornais, filmes e documentários algum assunto que fez uma certa referência ou citou alguma palavra que você não conseguiu compreender, e você deixou por isso mesmo? 

Provavelmente já, né? Quando fazemos isso, perdemos uma grande oportunidade de adquirir mais conhecimento e aprender algo novo. 

Para enriquecer o repertório sociocultural é ideal que isso não aconteça. Mas sim que se faça uma breve pesquisa sobre o que não foi compreendido.

Dessa maneira, além de auxiliar no melhor entendimento do conteúdo que está sendo visto ou lido, também colabora para aumentar o repertório. 

E aí, gostou de saber as nossas dicas de como aumentar o seu repertório sociocultural? Esperamos que você coloque em prática o mais rápido possível. E para te ajudar com isso, que tal ler o nosso próximo artigo do blog sobre os povos indígenas e sua importância na história do Brasil?

 

COMPARTILHE
Artigo anterior5 dicas para produzir uma redação nota 1000
Próximo artigoO que mais cai no Enem – o que estudar?
Graduanda em Publicidade e Propaganda na Universidade Positivo. Tem muito interesse na área das artes e pela área de comunicação. Gosta de música, fotografia e estudar assuntos relacionados a educação.