Os direitos das crianças e adolescentes no Brasil

3033


Hora de praticar! Para ter acesso a correção dos temas, você deve ser QGniano de um dos seguintes cursos Curso Completo, Acesso Ilimitado, Curso Completo+Foca na Medicina ou Curso Completo+Foca nas Humanas. O pessoal do Completo tem 15 dias para enviar sua redação e a galera do Ilimitado 7 dias, ok? Agora chega e vamos trabalhar no tema: Os direitos das crianças e adolescentes no Brasil

Atenção: Para os alunos do curso Completo, o prazo de entrega é até 26/08. Já para os alunos do Ilimitado, o prazo é até o dia 19/08.

Curso Completo: as redações deste tema podem ser entregues até o dia 26/08/2018.

Ilimitado: as redações deste tema podem ser entregues até o dia 19/08/2018.

Atente-se aos prazos do seu curso 😉 

TEMA: Os direitos das crianças e adolescentes no Brasil

INTRODUÇÃO

A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema Os direitos das crianças e adolescentes no Brasil, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

TEXTO I

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completa 25 anos de existência nesta segunda-feira, 13 de julho. Contudo, ações de assistência e proteção de crianças e adolescentes começaram no Brasil desde a época colonial com a criação da “Roda dos Enjeitados” e chegaram aos debates recentes no Congresso sobre mudanças na maioridade penal. Medidas mais recentes como aprovação da “Lei Menino Bernardo” ou “Lei da Palmada” e as eleições para conselheiros tutelares também marcam os desdobramentos da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990.
Disponível em http://www.ebc.com.br/ Acesso em 02 mai. 2016

TEXTO II

A questão da maioridade penal está novamente em foco no Congresso, com a possível aprovação da redução da maioridade de 18 para 16 anos no caso de alguns crimes.

A maioridade penal se refere à idade em que a pessoa passa a ter responder criminalmente como um adulto, ou seja, quando ele passa a responder ao Código Penal. Já a responsabilidade penal pode ser atribuída a jovens com idade inferior à da maioridade penal. Para essa responsabilidade, muitos países também costumam atribuir uma idade mínima.

Assim, um menor de idade pode ter responsabilidade penal, mesmo sofrendo penas diferenciadas. São criados dois sistemas: um para jovens, baseado na responsabilidade penal juvenil, e outro para adultos, baseado na responsabilidade penal de adultos.

A PEC 171/93, que está sendo votada na Câmara dos Deputados, estabelece que os maiores de 16 anos que cometam crimes hediondos passem a ser julgados de acordo com o Código Penal(ou seja, podem ser sujeitos às mesmas penas dos adultos). Alguns exemplos de crimes hediondos são: homicídio qualificado, estupro, extorsão e latrocínio.

Disponível em: <http://www.politize.com.br/noticias/tudo-que-voce-…> Acesso em 02 mai. 2016

TEXTO III

Disponível em: < https://jbr-arquivos-online.s3.amazonaws.com/site/imagens/charges/20140610094212.jpg> Acesso em 02 mai. 2016

COMPARTILHE
Artigo anteriorLixo: Problemas Ambientais
Próximo artigoInscrições abertas para Fuvest 2019
Graduanda em Comunicação Social (Estácio de Sá) e Ciências Sociais (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Tem afinidade com a área de Ciências Humanas e é Analista de Mídia e Marketing. Ama gatos, viajar, ver séries e filmes de todos os tipos!