Orientação e diversidade sexual em debate no Brasil

Entenda o que é diversidade sexual e de gênero e saiba como desenvolver uma redação com esse possível tema

1780
Postado: 6 de novembro, 2020
diversidade sexual em debate no Brasil

Desde a Revolução sexual do século 60 e 70, debates acerca da diversidade e orientação sexual ganharam grande destaque nas sociedades. No entanto, embora passados 60 anos deste episódio, ainda podemos perceber que determinadas questões envolvendo os LGBTQ+ ainda são um grande tabu e alvo de discriminação. 

A DIVERSIDADE SEXUAL E DE GÊNERO

Contrariando o modelo normativo onde mulheres apenas se relacionam com homens e que o sexo biológico define o gênero do indivíduo, a diversidade sexual e de gênero mostra que existem infinitas possibilidades de se relacionar e de expressar sua identidade. 

Dessa forma, a aversão ao diferente faz com que o Brasil lidere o ranking dos países que mais mata LGBTQ+ no mundo e um dos mais inseguros para essa população. Além disso, a criminalização tardia da homofobia (apenas em 2019) deixou impune diversos casos e vulnerável cerca de 20 milhões de pessoas no país.

diversidade sexual em debate no Brasil

LGBTQ+ NOS CINEMAS 

No mundo cinematográfico a abordagem sobre a diversidade sexual e de gênero é cada vez mais recorrente e por isso pode ser uma ótima opção como repertório sociocultural. 

Hoje eu quero voltar sozinho

O filme nacional “Hoje eu quero voltar sozinho” dirigido por Daniel Ribeiro, retrata a vida de Daniel, um menino cego que está na adolescência e descobrindo o mundo. Ele se torna amigo de Gabriel, um menino novo na escola e começa assim a entender mais sobre sua sexualidade. 

Moonlight

Filme vencedor de 3 Oscars, Moonlight aborda a história de vida de Chiron, um menino da periferia de Miami, acompanhando seu desenvolvimento da infância até a vida adulta. Com um recorte racial e social, o filme fala não só sobre a descoberta da sexualidade mas também, criminalidade e violência urbana. 

Todo sobre mi madre

Do diretor espanhol Almodóvar, “Todo sobre mi madre” trata da história de Manoela, uma mãe solo que acaba de perder seu filho em um acidente e que decide ir atrás do pai do rapaz, que é travesti. Nessa perspectiva, a trama discute sobre a mulher na sociedade e a realidade LGBTQ+.

 

Por fim, por se tratar de um tema bastante atual e presente no cotidiano de muitos estudantes, desenvolver uma argumentação autêntica e sólida não é um bicho de sete cabeças. Observe as produções culturais dos últimos tempos, seja no âmbito musical, literário ou cinematográfico, eles tem muito a nos dizer sobre a discussão!

Gostou das dicas? Continue acompanhando as matérias do Blog do QG, clicando aqui!