Dois Papas e debates atuais envolvendo a Igreja

A atualidade presente nos debates e diálogos em Dois Papas

762
Postado: 2 de fevereiro, 2020
dois papas

Dois Papas, um dos mais recentes filmes produzidos pela Netflix, está gerando diversos debates ao redor do mundo. A obra retrata a transição do papado de Papa Bento XVI para o papado de Francisco I. O que marca o filme, no entanto, não são os acontecimentos em si, mas sim os diálogos entre os dois pontífices. Mas afinal, o que Dois Papas nos traz de interessante nos atuais debates envolvendo a Igreja Católica?

dois papas

Conservadorismo e reformismo. O principal embate entre as ideias dos dois personagens envolve essas duas posturas frente a posição que a Igreja deve adotar no que se refere a medidas políticas e sociais em relação à comunidade católica mundial. Bento XVI, de origem germânica, possui uma postura bem mais tradicionalista de apego aos costumes de maneira mais conservadora. Já Jorge Bergoglio (nome do atual Papa Francisco), um bispo de origem argentina, defende reformas no aparato eclesiástico e da postura da Igreja frente a sua comunidade, adequando-se aos novos tempos.

Os diálogos entre os dois são a maior riqueza da obra. Os dois mundos intelectuais que os separam ficam explícitos nos argumentos dos personagens em conversas simples. Questões envolvendo o divórcio, o aborto e a homoafetividade dividem opiniões entre essas duas figuras. Jorge Bergoglio sempre progressista comparado ao tradicionalismo de Bento XVI.

Além disso, o filme acompanha o trajeto de vida de Jorge Bergoglio até esse se tornar Papa Francisco I. Sua trajetória durante a ditadura argentina e sua postura frente as mazelas sociais vividas na América Latina marcam a formação do personagem, por meio de interpretações brilhantes dos atores Anthony Hopkins e Jonathan Pryce.

No entanto, essas questões e debates não são mera ficção. A Igreja Católica passou nos últimos anos por reformas muito cruciais em seu corpo eclesiástico. O combate à pedofilia e abusos sexuais envolvendo clérigos passou a ser reprimido de maneira mais drástica. O jeito como a Igreja vem lidando com casos de aborto, divórcio e homossexualidade, por mais que ainda gerem certa relutância, está sendo colocado em debate aberto com a comunidade católica.

O filme Dois Papas mostra tudo isso e muito mais! Vale muito a pena não apenas pelo lazer, mas também pelas reflexões que os diálogos trazem. Um dos pontos mais cruciais que podemos observar de maneira geral com a obra é que a Igreja Católica não é uma instituição homogênea e existe sim diversas posturas. Aproveite o finalzinho das férias com Dois Papas!

Continue acompanhando nossas dicas sobre essa e outras culturas pop conhecendo o nosso Blog do QG!